Páginas

terça-feira, 5 de outubro de 2010

Após o fim

Sinto que após o fim
um sinal de vida inesperado

não pode fazer reviver
tudo o que estava guardado

Jogado
jogado fora por medo
medo do apego
medo de ter medo
de sentir o teu cheiro
Relembro.

Peço para o passado
que diga tchau e vá embora
só assim minha alma chora
mas cicatriza mais rápido

Cicatriza novamente
uma vez que você mente
deixa meu peito iludido

Perdido
em meio a mágoas e alegrias
dura pouco, alegria
e voa pelo céu vermelho

Vermelho da cor do amor
que eu não pude cultivar
eu só cultivei a dor
para assim me conformar.

Um comentário:

  1. Eu te esqueci. Mas também me esqueci que poderia voltar a lembrar.

    ResponderExcluir